Herança Judaica em Portugal – Versão em Português

Os Judeus foram uma das mais importantes comunidades da Península Ibérica durante a Idade Média e Moderna, com um enorme contributo ao nível da astronomia, que permitiu iniciar a nossa expansão marítima, assim como os seus conhecimentos ao nível da medicina e da matemática. O judaísmo português é singular, sobrevivendo no período da Inquisição como cristãos-novos praticando o criptojudaísmo.

Esta viagem irá levá-lo aos pontos mais notáveis da herança judaica, como Porto, Belmonte, Guarda, Trancoso, Castelo de Vide e Lisboa numa oportunidade única de descobrir o seu património intimamente ligado à sua cultura, usos e costumes.

8 dias

PROGRAMA

1º Dia • Porto

Partida em frente à nossa agência do Porto às 9h00 para visita ao Museu Judaico do Porto, local onde vamos aprender mais sobre a cultura judaica, história e religião, bem como a história da Comunidade Judaica de Portugal desde a Idade Média até aos dias de hoje. Continuaremos até ao World of Discoveries, um Museu Interativo e Parque Temático que reencena a fantástica odisseia dos navegadores portugueses, que cruzaram oceanos para descobrir um mundo até então desconhecido. Almoço no restaurante Kosher Bola Falafel. Continuação para o Palácio da Bolsa, edifício de estilo neoclássico, que começou a ser construído a 6 de outubro de 1842, data solene da colocação da primeira pedra. Visita à loja Porto Kosher Store, localizada no Mercado do Bom Sucesso, a primeira mercearia com produtos Kosher a abrir em Portugal. Jantar e alojamento no Hotel Vila Galé Porto 4 * ou similar

2º Dia • Porto – Belmonte

Partida para Belmonte, onde uma importante comunidade judaica foi estabelecida, especialmente no século XV, quando os judeus fugiram das perseguições de Castela e se abrigaram na vila. Iremos iniciar o nosso programa com uma visita ao Museu Judaico de Belmonte que pretende retratar, em particular, a história e experiência do Criptojudaísmo e a história dos judeus no nosso país e a sua valiosa contribuição em termos de cultura, arte, literatura e comércio. Em seguida, visitaremos o Castelo de Belmonte e a Sinagoga “Bet Eliahu”, construída sobre um promontório cuja estrutura arquitetónica interna obedece a dois postulados tradicionais: a orientação do edíficio para Jerusalém e a separação de homens e mulheres na sala de oração, a galeria do andar superior seria o espaço para as mulheres. O dia terminará com uma degustação de vinhos Kosher. Jantar e alojamento no Belmonte Sinai Hotel 4*, o primeiro hotel em Portugal com características específicas para a comunidade judaica, nomeadamente no que concerne à gastronomia.

3º Dia • Belmonte – Guarda – Trancoso – Sabugal – Belmonte

Saída em direção à Guarda e início de passeio a pé pelo Bairro Judeu com suas ruelas sinuosas de casas baixas, onde podemos observar os vestígios das muralhas medievais e as passagens estreitas que parecem conduzir ao passado. Destaque para a Sé-Catedral, construída entre 1390 e 1540, semelhante a um forte com seus pináculos e gárgulas. Continuação para Trancoso, local onde no século XV viviam cerca de 700 judeus. Tempo para almoço em restaurante local. Após o almoço, visita à Casa de Bandarra e ao Centro de Interpretação Judaico Isaac Cardoso e ao antigo Bairro Judeu. Em seguida, continuamos para o Sabugal para visita à Casa da Memória Judaica da Raia Sabugalense, que pretende retratar a presença judaica no Sabugal e onde os visitantes são convidados a observar algumas peças relacionadas com o passado do Centro Histórico do Sabugal, bem como algum conteúdo gráfico acompanhado de textos que relembram o presente das comunidades judaicas nesta antiga vila, do medieval ao moderno. Visita ao Castelo do Sabugal, uma fortaleza construída nos séculos XIII e XIV, que tem uma torre com uma altura, elegância e forma invulgares. A sua forma pentagonal, é um formato único em Portugal, e também se denomina de Castelo das Cinco Quinas. Regresso a Belmonte para jantar e alojamento.

4º DiaBelmonte – Covilhã – Fundão – Castelo Branco – Marvão

Partida para a Covilhã para visita ao Museu do Queijo, único na região, localizado na vila de Peraboa, permite aos visitantes conhecer o processo de fabrico de um dos melhores queijos do mundo, a iguaria é apreciada e reconhecida internacionalmente. No Museu ainda é possível conhecer as características do queijo de ovelha Kosher, produzido em Peraboa, de acordo com os princípios da religião judaica. Visitaremos também o antigo Bairro Judeu da Covilhã, delimitado pela atual Rua das Flores, Rua do Ginásio Clube, Rua da Alegria, Beco da Alegria e Travessa da Alegria, constituindo uma área integrada dentro das muralhas medievais. Continuaremos no Fundão para almoçar. Seguimos para Castelo Branco para visitar a Casa da Memória da Presença Judaica em Castelo Branco que pretende contar a história de uma comunidade que contribuiu para o desenvolvimento da cidade no século XVI, as suas memórias e o legado deixado. Visita ao antigo Bairro Judeu. Continuação para Marvão para jantar e alojamento na Pousada do Marvão.

5º Dia • Marvão – Castelo de Vide – Ammaia – Marvão

Saída em direção a Castelo de Vide. Visita à Sinagoga e Judiaria que se desenvolveu na encosta da vila por entre as estreitas calçadas que se estendem desde a Porta da Vila, no Castelo, até à Fonte da Vila. Da presença judaica em Castelo de Vide restam alguns testemunhos materiais em que assume especial relevância o edifício onde se julga ter funcionado a Sinagoga Medieval. Teremos a oportunidade de participar num Workshop de Boleima, bolo típico judaico. Almoço na Portagem em Marvão. Continuamos para visita à antiga cidade romana de Ammaia, Monumento Nacional desde 1949 localizada em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede. Retorno a Marvão para jantar e alojamento.

6º Dia • Marvão – Alpallhão – Nisa – Lisboa

Visita à cidade de Marvão, espaço de confluência das três religiões. Marvão dá-se a conhecer nas ruas estreitas e nos recantos pitorescos, no Pelourinho manuelino, nas janelas góticas e nas varandas de ferro forjado. Prosseguimento para Alpalhão onde o almoço será realizado na Quinta das Sagras.  Visita a Alpalhão e Nisa, espaços de presença judaica. Prosseguimento de viagem para Lisboa. Alojamento e jantar no Hotel Vip Executive Art’s 4* ou similar.

7º DiaLisboa

Iniciaremos o dia com visita à Sinagoga de Lisboa – Sinagoga Shaaré Tikva inaugurada em 1904, templo da Comunidade Israelita de Lisboa, aqui conheceremos a história das comunidades ao longo dos tempos e visita à antiga judiaria em Alfama, mais antigo e típico bairro de Lisboa que mantem ainda o mesmo traçado das antigas ruas tortuosas. Almoço em Alfama. Continuação das visitas pelo Terreiro do Paço e Baixa até à Praça do Rossio. Visita ao Memoriais de Homenagem ao Massacre de Lisboa de 1506, localizados no meio do largo de São Domingos, aqui faz-se um tributo às vítimas da intolerância e do fanatismo religioso resultantes do massacre judaico de 1506. Visita ao interior da Igreja de São Domingos. Possibilidade de assistir a Concerto de Música Judaica. Jantar em Lisboa. Regresso ao hotel e alojamento.

8º DiaLisboa – Porto

Saída para visita a Lisboa, capital de Portugal desde a sua conquista aos Mouros em 1147, Lisboa é uma cidade lendária repleta de história. Visita ao interior do Mosteiro dos Jerónimos, classificado como Património Mundial pela Unesco), obra-prima do estilo Manuelino. Posteriormente, visitaremos também a Torre de Belém, outro monumento classificado como Património Mundial da Unesco), fortaleza do século XVI e ponto de partida de embarcações e navegadores que deram novos mundos ao mundo. Almoço durante o percurso. Regresso ao Porto. Fim da viagem e dos nossos serviços.

Programa a cargo da Pinto Lopes Viagens com o RNAVT nº. 2070

PREÇO POR PESSOA EM QUARTO DUPLO

Valor Final – 1.085€

SUPLEMENTOS: Quarto individual – 295€

SINAL: 325€

 

INCLUI:

– Circuito em autocarro de turismo;

– Alojamento e pequeno-almoço nos hotéis mencionados ou similares;

– Pensão completa desde o almoço do 1º dia até ao almoço do último;

– Bebidas às refeições;

– Prova de vinhos Kosher;

– Workshop de Boleima;

– Entradas mencionadas no programa;

– Taxas hoteleiras, serviços e IVA.

 

EXCLUI:

– Opcionais, extras de caráter particular e tudo o que não estiver

mencionado como incluído

 

Envie-nos um email: incoming@plvincoming.com

– Viagem, em geral, adequada a pessoas de mobilidade reduzida e/ou grávidas. Caso existam necessidades especiais deverá contactar-nos.

– Em caso de rescisão pelo Cliente, o mesmo será responsável pelos custos e encargos decorrentes do cancelamento que sejam imputados à agência e resultem da não reafectação da referida viagem.

– A realização da viagem depende de um número mínimo de 25 viajantes, caso tal número não seja atingido será o cliente informado no prazo previsto nas condições gerais.

Historiador, Pós-Graduado em História Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Ricardo Presumido tem-se dedicado à Memória e ao Ensino do Holocausto, sendo fundador e Vice-Presidente desde 2009 da Memoshoá – Associação Memória e Ensino do Holocausto.
Ricardo Presumido participou em diversos Congressos nacionais e internacionais sobre a presente temática, destacando a sua participação na 8ª Conferência Internacional, Telling the Story, Teaching the Core que teve lugar no Yad Vashem em Israel, de 18 a 21 de Junho de 2012 e ainda na Conferência Portugal e o Holocausto: Aprender com o Passado, Ensinar para o Futuro que decorreu nos dias 29 e 30 de Outubro de 2012 na Fundação Calouste Gulbenkian. Ao longo da sua carreira docente tem participado em várias conferências, formações e projetos sobre a temática no ensino básico, secundário e universitário, tendo sido professor convidado no Curso de Formação Avançada em Memória Cultural: A Memória do Holocausto na Cultura Europeia de 8 de Fevereiro a 31 de Março de 2012 na Universidade Católica Portuguesa.
Dinamizou também o Ciclo de Cinema: Imagem e Memória, sobre a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto que conta já com quatro edições, uma parceria entre a Memoshoá, a Câmara Municipal de Cascais e a Fundação D.Luís I.
Nos últimos anos organizou ainda Seminários sobre Rodas, viagens históricas sobre a Memória do Holocausto na Europa, nomeadamente na Polónia, Alemanha, Europa Central (República Checa, Áustria e Hungria), Bélgica, Holanda e Países Bálticos.